Ligue agora (48) 3304-7904 consulta online

Orientações: A cirurgia plástica

A cirurgia plástica

 

Cada pessoa vê na sua auto-imagem uma forma de apresentação para as outras pessoas. As pessoas felizes com sua auto-imagem estarão com sua auto-estima em alta, e acabam se valorizando mais. Sentem-se mais felizes e conseqüentemente se apresentam ma is produtivas no trabalho e autoconfiante nas atividades sociais e nos relacionamentos de forma geral.

A partir do momento que a pessoa sente-se com a auto-estima baixa, deixando de exercer certas atividades do dia a dia, quando precisa  usar de artifícios temporários externos (preenchimentos , malhas compressivas), quando deixa de usar certas roupas, ou sente-se inibida com o companheiro, quando percebe que há algo em seu corpo que pode melhorar, é a hora de buscar ajuda do seu Cirurgião Plástico.

Uma vez que sentir-se bem consigo mesma é fundamental no contato interpessoal, e que reflete diretamente em todas os relacionamentos, seja no trabalho, na escola ou com o companheiro, a Cirurgia Plástica pode proporcionar alterações que valorizarão a sua auto-imagem. Convém lembrar que estas alterações são permanentes em sua maioria, o que significa que é necessário que você tenha uma idéia clara, não ilusória sobre os resultados que podem ser obtidos, e as cicatrizes conseqüentes ao procedimento necessário.

A Cirurgia Plástica pode melhorar a sua auto-estima, mas não necessariamente trará o companheiro de volta ou salvará um casamento arruinado. Seguramente uma pessoa que se ama tem mais condições de amar a outrém, mas isto está dentro de cada um, e independe da cirurgia plástica.

Se você passa por um momento de crise emocional, talvez seja necessário transpô-lo primeiro com a ajuda de um psicólogo e depois pensar em um tratamento cirúrgico. Aquela(e) que busca um tratamento psicológico com a cirurgia plástica está se enganando, e o resultado será fadado a frustração, porque por melhor que fique não atingirá as expectativas da paciente, que não buscava um resultado cirúrgico, mas emocional.

Compartilhe esta página